Pode dar chocolate para cachorro? | CachorroGato

Pode dar chocolate para cachorro?

Apesar de um petisco saboroso para nós, chocolate comum, para cachorro, é toxico e pode implicar em diversos problemas ao bem-estar do pet

Sempre que o assunto é petiscos para cães, começa a discussão sobre dar chocolate para cachorro ou não. Enquanto alguns insistem que é só um agrado, outros defendem que o chocolate não faz bem aos pets e nem ao menos é o petisco preferido deles como é o nosso. Mas, afinal, quem está certo neste debate?

A verdade é que dar chocolate para cachorro pode significar danos sérios à saúde dos cães, pelo simples fato de que o chocolate possui algumas toxinas que, enquanto não fazem mal algum a nós, podem ser fatais aos nossos pets.

dar-chocolate-cachorro

 

Entenda por que o chocolate faz mal aos cachorros

Enquanto para grande parte dos seres humanos o chocolate é tido como petisco preferido, não podemos deixar de nos lembrar de que os cachorros possuem um organismo completamente diferente do nosso, portanto, seus gostos, necessidades e intolerâncias também são diferentes dos nossos.

Leia Mais: Picada de animais peçonhentos em cães e gatos

A grande responsável pela intoxicação por  nos pets (gatos estão inclusos e também devem ser mantidos longe dos chocolates) é uma substância chamada teobromina, que está presente no cacau utilizado para a fabricação do chocolate. Enquanto o nosso organismo é capaz de absorver a teobromina, o organismo canino não é, fazendo com que ocorra um acúmulo da substância e levando à intoxicação.

Nos cães, a teobromina é capaz de provocar crise alérgica, tremores, convulsões, aumento da pressão arterial, arritmia e taquicardia. Em grandes quantidades, pode levar o pet à morte, sendo válido lembrar que a quantidade considerada fatal varia de acordo com o porte do cachorro; uma quantidade mínima pode ser inofensiva, dependendo de seu porte, mas, na dúvida, é sempre melhor não arriscar e optar por petiscos que não tragam riscos à saúde do seu amigão. Existem, inclusive, opções de chocolates especiais para cachorros, que não envolvem riscos à saúde e podem ser encontrados na pet shop mais próxima da sua casa.

Em tempo, os níveis de teobromina variam de acordo com o tipo de chocolate, sendo que o chocolate branco, por conter pouquíssima quantidade de cacau, possui uma quantidade de teobromina muito menor do que os chocolates tipo meio amargo e amargo, que são feitos com uma dosagem maior da fruta. Repetimos que, na dúvida, não arrisque! Existem outras opções apetitosas para o seu pet saborear.

Especialistas ainda afirmam que alguns cães podem ser intolerantes à lactose, presente no leite utilizado para a fabricação do chocolate.

chocolate-faz-mal-cachorros

 

Meu cachorro roubou chocolate! E agora?

Principalmente em época de Páscoa e outras festas, é comum que o consumo de chocolate da casa aumente consideravelmente e, como consequência disso, é ainda mais fácil de o seu cachorro se aproveitar de um minuto de distração para roubar um pedaço de chocolate. Acidentes acontecem, mas vale o alerta de que devemos ter cuidado redobrado nestas ocasiões.

No caso de a ingestão ter sido inevitável, os sintomas da intoxicação tendem a aparecer de seis a doze horas após o chocolate ter sido ingerido. Inicialmente, o seu cachorro pode começar a beber mais água do que de costume, além de apresentar vômitos, diarreia, abdômen inchado e uma agitação fora de costume.

Depois disso, pode começar a surgir aumento da quantidade de urina, dificuldade de movimentação, desordem de comportamento, tremores e um estado de apreensão. Em seguida, ocorre o aumento dos batimentos cardíacos, respiração acelerada, mucosas roxas (conhecido como cianose, que é a falta de oxigenação), hipertensão e aumento da temperatura.

Por fim, o quadro pode evoluir para queda da temperatura e da pressão sanguínea, levando ao coma e, em seguida, à morte. Além de todos esses efeitos causados pela teobromina, é preciso lembrar que o chocolate é rico em gordura, o que pode causar danos importantes ao pâncreas do cachorro.

Apesar de complicado, o tratamento é possível, portanto não hesite em levar o pet ao veterinário assim que você começar a perceber os sintomas e desconfiar que ele roubou um pedaço de chocolate. O tratamento consiste em estabilizar as funções vitais do organismo do cachorro, de acordo com os sintomas que ele estiver apresentando.

 

Clique aqui e conheça mais alimentos que devem ser mantidos fora do alcance dos pets 



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/dar-chocolate-caes/

Categorias:
Alimentação para Cães, Saúde do Cachorro
Tags:
alimentação, cachorros, cães, cão, chocolate, comida, cuidados, doenças, petisco, pets, saúde

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados