Corridas de Cachorro - Esportes perigosos | CachorroGato

Corridas de Cachorro - Esportes perigosos

Corridas de cachorro podem ser esportes demasiadamente cruéis

As corridas de cachorro acontecem há muitos e muitos anos, originalmente na Inglaterra, onde são populares até hoje. Consiste, basicamente, em uma disputa de velocidade competida por cães, mais usualmente, de raças galgos.

De acordo com a história local, as corridas de cachorro surgiram por volta de 1776, quando apareceu um clube esportivo na cidade de Norfolk. Os sócios desse clube tinham cães Greyhounds, famosos pela habilidade secular de caçar lebres, deixavam os cães perseguirem suas presas em locais fechados.

Em 1836, uma associação chamada de Altar Club organizou a antecessora das corridas de cães da história. A corrida contou com oito cães participantes que corriam atrás de uma lebre. A partir daí criou-se o prêmio Waterloo Cup, que é mundialmente conhecido até os dias de hoje.

A partir de 1857 as corridas com cães já eram tão populares que o número de cães corredores chegou a 64, fixando-se grupos de 8 para a disputa, este é o sistema mantido até hoje. E foi em 1876 que surgiu a lebre mecânica, aquela que corre no cantinho da pista, que motiva os cães a correrem.

corridas-cachorro

Os cães da raça Greyhound se tornaram a principal participação dessas corridas. Isto porque é uma raça muito veloz, um verdadeiro cão esportista. O Greyhound combina agilidade, velocidade e uma poderosa capacidade de propulsionar-se nos passos durante a corrida, o fazendo alcançar um bom percurso.

Leia Mais: Cães e Gatos x Cigarro – A batalha

As corridas de cachorro não são legalizadas no Brasil, é um esporte proibido, por se tratar de uma prática de apostas. 

 

O lado cruel das corridas de cachorro

 

Apesar de parecer um esporte canino inofensivo, até mesmo pela tradição perdurar até hoje, essas corridas tem um lado cruel que acaba sendo ignorado pelos fãs do esporte.

Os cães que costumam correr e, por motivos variados, não possam mais fazê-lo, são sacrificados. Anualmente, conforme aponta dados da National Greyhound Association (NGA), aproximadamente 12 mil cães de corrida são sacrificados por ano, quando já não mais atendem as expectativas que se tem de um cão para disputar a corrida.

Nos Estados Unidos há uma corrente forte que luta pelo fim das corridas de cachorro, por conta dos maus tratos que os cães treinados sofrem. A maioria dos estados americanos já aprovaram leis que baniram estas corridas, mas há ainda estados que liberam a prática.

Os cães que participam das corridas são criados unicamente com esse objetivo. Passam o tempo todo em gaiolas, nas quais mal podem se mexer, e recebem esteroides para melhorarem o desempenho. Um cão já não serve mais como competidor quando atinge os quatro anos, às vezes até menos, e então é sacrificado.

Na Espanha o costume é matar de formas cruéis os cães já inúteis para correr, como tiro ou afogamento. Desde os tempos da nobreza, os cães eram pendurados em estacas e deixados lá para morrerem. Os que tinham desempenhos melhores nas corridas de cachorro, ficavam em estacas mais altas.

 

Corridas de cães e trenós

corridas-com-caes-neve

Outro tipo de corridas com cães atualmente é a Sled Dog Race Iditarod, que é basicamente uma corrida de trenós puxados por cães. Os cães correm por cerca de 1.800km, no gelo, numa temperatura de aproximadamente -50°c. As corridas duram dias e o cão fica exposto ao frio que pode congelá-los até a morte.

As equipes começam com dezesseis cães e devem terminar a corrida de cachorro com, pelo menos, seis cães. Os que não apresentam bom desempenho no decorrer da disputa ou se machucam, são deixados em pontos de atendimento, instalados ao longo do percurso, para que sejam levados a um atendimento próprio.

Não é bem isso que diz o PETA, uma associação protetora dos animais. O PETA afirma que os condutores do trenó atiram e afogam os cães que já não lhe servem mais. A verdade é que com ou sem PETA, a corrida ainda continua.

                                                                    

Bota pra correr

correndo-com-seu-cao

As melhores corridas de cachorro sempre serão as caseiras, seja dentro de casa pra buscar a bolinha ou o disco que você lançou, ou a corrida na rua, como exercício e companhia ao dono. Também vale lembrar do agility, uma prática esportiva saudável para os cães e para os donos.

Submeter o animal a uma vida degradante está longe do que todos nós deveríamos proporcionar aos nossos amiguinhos de quatro patas. Escolhamos o saudável, se for pra correr, que seja com a gente e de forma segura.

 

 



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/corridas-cachorro/

Categorias:
Atividades de Cachorro, Curiosidades sobre Cães, Saúde do Cachorro
Tags:
animais, cachorros, cães, cão, corridas, cuidados, esportes, pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados