Como Viajar com Animais - Dicas e meios de transporte | CachorroGato

Como Viajar com Animais - Dicas e meios de transporte

Saiba como viajar com animais em segurança

Quem tem um pet sempre precisa colocá-lo em seus planos, e se tratando de viagens, a decisão do que vai acontecer com o bichinho enquanto o dono estiver fora é muito importante.

Há quem prefira deixar seu pet com alguém ou em um hotel, mas muitas pessoas não conseguem se separar de seus bichinhos e resolvem os levar junto consigo. É uma ótima decisão, mas é bom tomá-la com antecedência parasaber todos os procedimentos necessários sobre como viajar com animais.

 

Definir o meio de transporte

 

Leia Mais: Fofinhos, engraçados ou sérios: tire as melhores fotos do seu gato

 

Quando é tomada a decisão de viajar com animais, é importante se certificar das regras necessárias a serem seguidas. Independente do meio de transporte é sempre exigido que seu animalzinho esteja com todas as vacinas até sua idade em dia e tenha uma ficha de avaliação da saúde autorizada por um veterinário. É perigoso transportar animais doentes por um longo período de tempo.

Esteja sempre atento às exigências a serem cumpridas, para não tomar nenhum susto. Dependendo do meio de transporte as regras de como viajar com seu pet podem ser diferentes de um lugar para outro.

 

  • Viajando de carro com animais

Com certeza é o meio mais fácil de viajar com animais. As principais preocupações são estar com a saúde do bichinho em dia e ter um lugar confortável para ele ficar durante a viagem. As leis de trânsito brasileiras proíbem o transporte de pessoas ou animais em compartimentos de carga (como reboque ou porta-malas), e também proíbe animais ou objetos de serem carregados no colo do motorista ou à sua esquerda.

O correto é levar seu pet no banco traseiro, protegido com o cinto de segurança. As leis não obrigam o uso de caixa de transporte ou coleira, e cães e gatos não são obrigados a ter GTA (Guia de Transporte de Animais), mas é mais seguro e adequado manter seu bichinho sob controle e confortável durante a viagem.

 

• Viajando de ônibus com animais

É necessário se informar com a companhia, pois nem todas as empresas de ônibus permitem o transporte de animais. As que permitem podem ter regulamentos diferentes de uma para outra, e todas cobram passagem extra para esse tipo de transporte, pois o bichinho vai ao lado do dono, em um banco.

A compra das passagens e organização para a viagem devem ser feitas com muita antecedência, porque algumas empresas permitem um número muito limitado de transporte de animais por viagem. A vacinação e a saúde do bichinho devem estar sempre atestadas por um veterinário, e ele deve ser colocado dentro de uma caixa de transporte própria. É bom se alertar das exigências da empresa, a maioria só permite animais de pequeno porte, e algumas exigem controle do animal por sedação, se necessário.

 

• Viajando de avião com animais

 Todas as agências aéreas permitem o transporte de animais, mas como ele vai acontecer vai depender da política da empresa. Algumas companhias só permitem o transporte de animais no compartimento de carga próprio para isso, e normalmente há um número limitado. Outras aceitam que o animalzinho vá ao lado do dono, dentro da caixa de transporte e em segurança.

 

viajando-com-animais

 

Se informe das taxas necessárias a serem pagas, algumas empresas exigem o pagamento dessas taxas com antecedência. A apresentação da avaliação da saúde do pet é indispensável, assim como possíveis remédios para controlar ansiedade e enjoos. Há algumas companhias que rejeitam o transporte de certas raças por questão de segurança, então, antes de decidir pela passagem mais barata, consulte a política da empresa para ter certeza que seu pet poderá ir junto.

 

• Viajando de navio com animais

É a maneira mais difícil de conseguir transportar seu bichinho, pois poucas empresas de cruzeiros ou viagens marítimas permitem animais a bordo. As que aceitam normalmente reservam um canil para todos os animais ficarem durante a viagem, e o dono não pode circular com o bichinho pelo navio livremente.

Entretanto, é possível encontrar uma empresa que permita que o bichinho vá na cabine, e em viagens curtas, como em balsas, eles podem ir dentro do carro. É necessário ter certeza do tempo que vai se ficar dentro do navio e estudar a política da empresa, para ter certeza de não será algo extremamente estressante para seu bichinho.

 

Encontre a caixa de transporte perfeita

 

Depois de saber as regras sobre como viajar com seu pet, prepare tudo com antecedência, desde as vacinas necessárias até a caixa de transporte perfeita para ele. Se a viagem for muito longa, é indicado que a caixa seja grande o suficiente para o animal poder se virar dentro dela e sentar, para não ficar desconfortável.

Há artigos em lojas veterinárias que são indicados para serem colocados dentro da caixa, como tapetes absorventes para seu pet poder fazer as necessidades dele sem ficar com um cheiro muito desagradável. É bom deixar alguma coisa para ele se entreter e não se estressar durante a viagem, como um brinquedo para morder. Certifique-se sempre com antecedência sobre todas as necessidades para viajar com seu bichinho e da melhor maneira de fazer a viagem ser confortável para ele também.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/como-viajar-com-animais/

Categorias:
Atividades de Cachorro, Atividades de Gatos
Tags:
animais, bichanos, cachorros, cães, cão, felinos, gatos, pets, viagem, viagens, viajar

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados