Cachorro com febre – O que pode estar acontecendo?

Saiba como identificar um cachorro com febre e conheça os principais motivos que podem levá-lo a sofrer com a alta temperatura corporal

Quem é dono de um pet canino sabe que uma série de complicações podem aparecer ao longo da vida do animal e, assim como os seres humanos, diversos sinais podem ser interpretados como um aviso de que algum problema deve ser investigado para que a saúde e o bem-estar do bicho de estimação seja garantido. Um cachorro com febre é um bom exemplo disso e, como este sintoma isolado pode ser o indicativo de uma variedade de problemas, não deve ser ignorado.

Tendo em vista que a temperatura corporal dos cães saudáveis já é, naturalmente, mais alta que a das pessoas – variando entre 37,5 °C e 39,5 °C – é de grande importância que os donos de pets saibam como identificar um cachorro com febre, já que em boa parte dos casos de doenças em animais, quanto antes o problema for diagnosticado, maiores serão as chances de cura e recuperação do cão.

cachorro-com-febre

Assim como nos seres humanos, a febre dos cachorros também pode desencadear alguns sinais característicos, que facilitam a identificação do estado febril, como olhos lacrimejantes e falta de apetite. No entanto, tais sinais também podem ser considerados como sintomas de uma série de outros problemas além da febre e; por isso, a visita a um médico veterinário é de extrema necessidade nestes casos, já que a definição de um diagnóstico certeiro só poderá ser feita por um profissional. 

Da mesma forma que uma febre no animal pode ser motivada por uma gripe ou alguma virose leve, ela também pode ser ocasionada pelo aparecimento de alguma doença grave e que pode ser fatal para o seu pet – como raiva, piometra, leishmaniose ou leptospirose, entre outras – e identificar o aumento da temperatura corporal do cão, assim como as suas razões, é o primeiro passo para manter seu cachorro com saúde.

Leia Mais: Tudo sobre cães: cuidados para deixar seu cãozinho feliz

Levando em consideração que até 10% das febres registradas em cachorros não têm um motivo aparente, fica ainda mais importante a consulta de um profissional ao notar os sinais no seu pet, já que ele poderá usar da sua experiência para investigar o que há de errado com o cão e tratá-lo da melhor maneira. Conheça, a seguir, algumas das principais doenças que podem causar a febre em cães, e saiba como identificar essa ocorrência no seu pet.

 

Como identificar um cachorro com febre

Medir a temperatura corporal dos cães é a melhor maneira de confirmar se o animal está, realmente, febril – no entanto, o ambiente e o clima do dia também devem ser levados em consideração nessa hora, já que um dia quente combinado a exercícios e atividades também podem elevar bastante a temperatura de um cão durante um certo período, sem que isso signifique um problema.

Conforme citado anteriormente, a temperatura de um cão saudável varia entre 37,5 °C e 39,5 °C , sendo que os motivos para preocupação começam acima dos 39,5 °C – e, neste momento, já é indicado que se consulte um veterinário para saber como proceder, mesmo que por telefone. Temperaturas acima de 40 °C já são bem mais perigosas e, caso o seu bichinho de estimação apresente este quadro, é necessário que ele seja levado à uma clínica veterinária imediatamente.

Para que a temperatura do animal seja medida, até mesmo os termômetros tradicionais e usados em seres humanos podem ser de grande ajuda – mas é importante lembrar que, nesse caso, o termômetro em questão deve ser usado somente pelo animal, já que medição deve ser feita por meio da introdução do instrumento no ânus do cão (aguardando cerca de 2 minutos para a retirada e checando a marca de temperatura apresentada pelo objeto).

O mercado pet já conta com instrumentos específicos para que seja medida a temperatura dos cachorros e, embora estes produtos sejam mais caros, são bastante precisos e fáceis de usar – precisando, apenas, serem colocado na orelha do animal para que se saiba qual é a sua temperatura.

cachorro-com-febre-medir-temperatura

Independentemente do uso de um termômetro, há, ainda, uma série de outros sinais que podem ser observados em cachorros com febre; e é importante ficar atento a eles para identificar o possível surgimento de alguma complicação.

Sinais de mal-estar que incluem apatia, falta de apetite, olhos que parecem lacrimejar ou estarem “nublados”, nariz quente e seco e um comportamento nervoso podem ser indicadores da febre; que, em casos de maior evolução, também pode causar tremores no animal (assim como acontece com os seres humanos).

 

O que causa a febre em cães

A febre canina pode ser desencadeada por uma variedade de problemas, que vão desde uma leve virose até doenças fatais e, portanto, nunca deve ser ignorada. Infecções bacterianas e viras estão entre as principais causas de febre em cachorros, e o nível de complicação dessa infecção vai depender do tipo de vírus ou bactéria que contaminou o animal - que pode estar desenvolvendo doenças como leptospirose, parvovirose, cinomose, babesiose, toxoplasmose e anaplasmose, entre outras.

Doenças que afetam a capacidade imunológica dos cães – como meningite, lupus e vasculite, entre outras - também podem ter a febre como um de seus primeiros sinais, assim como problemas que incluem a leucemia e o aparecimento de linfomas no animal. Hipertireoidismo, panleucopenia e pancreatite também são complicações que podem causar febre, sendo que até mesmo a administração de medicamentos como penicilina pode ter o estado febril como uma de suas reações.

Até mesmo a raiva – fatal em 100% dos casos - pode ter a febre do cão como um de seus sintomas e, com isso em mente, fica fácil entender que consultar um profissional é fundamental nessas ocasiões.

Motivações mais corriqueiras também influenciam no aparecimento da febre, e neste grupo entram causas como o ferimento por uma mordida de outro animal, uma inflamação em algum dente e até mesmo a ingestão de uma dieta pouco balanceada.

Nos casos em que o animal, além da febre, apresenta sinais que incluem diarreia e vômitos, por exemplo, contar com a assistência de um veterinário é ainda mais importante, garantindo tanto a saúde do cão como a dos animais e pessoas que vivem com ele.

cachorro-com-febre-como-cuidar

 

Como tratar a febre em cachorros

Conforme explicado anteriormente, a febre em cães pode ser causada por muitos problemas diferentes e, por isso, não há um tratamento específico para uma febre sem motivo aparente no animal. Para que o sintoma seja extinto, é necessário que as causas sejam investigadas, e isso só pode ser feito por um profissional – que indicará um tratamento de acordo com a doença ou a complicação diagnosticada no cachorro.

Uma série de medicamentos podem ser recomendados para que a febre do cachorro tenha fim e, na maioria das vezes, o remédio será responsável pela cura do problema que desencadeou a febre. Portanto, só deve ser administrado segundo as orientações de um profissional – já que dar, por si, qualquer tipo de medicação para o seu pet pode ser muito perigoso e, inclusive, piorar a situação em que ele se encontra.

No entanto, há alguns passos simples e sem restrições que podem ser realizados (em casa, pelos donos do pet) para que o cãozinho diminua a febre e se sinta um pouco mais aliviado. Manter o animal bastante hidratado é o primeiro passo para aliviar o estado febril; sendo que nos casos em que o cão se recusar a ingerir água, é aconselhável que se administre líquido por meio de conta-gotas ou seringas.

O importante, neste caso, é que o pet tenha o seu corpo hidratado de alguma forma e, por isso, diferentes métodos podem ser usados, contanto que o líquido chegue ao organismo do cachorro.

Se o animal apresentar tremores em função da febre, enrolá-lo com uma manta ou uma toalha podem ser escolhas boas para aliviar o cão, e passar um pano com água fria pelas regiões de sua barriga e face também pode ajudar a deixar o animal um pouco menos incomodado.

Banhos mornos também são bons para ajudar a baixar a temperatura corporal dos cães, e não ficam de fora das opções – Nos casos em que for possível, baixar um pouco a temperatura da casa em que o cachorro vive também pode ser uma boa pedida para melhorar a sensação de mal-estar no bicho.

Entretanto, os métodos descritos acima são apenas dicas para aliviar o animal até que seja possível levá-lo para ser visto por um profissional, já que a consulta com um veterinário não pode ser substituída em casos de cães com febre.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/com-febre/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Saúde do Cachorro
Tags:
cachorros, cães, causas, doenças, febre, pets, saúde, sintomas

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados