Cão de Guarda – Um companheiro que também te protege | CachorroGato

Cão de Guarda – Um companheiro que também te protege

Escolher um cão de guarda pode ser difícil, mas sabendo como escolher e como lidar, tudo fica mais fácil

Na sociedade atual a busca pela segurança é um fator cada vez mais importante do dia a dia. Mesmo com o avanço da tecnologia, muitas pessoas ainda não se sentem seguras com alarmes e trancas. Para driblar essa insegurança é que existe a busca pelo cão de guarda ideal para cuidar de sua casa, e ao mesmo tempo servir de animal de estimação da família.

Cão de guarda não é um sistema de segurança da atualidade. Na verdade, assim que cães começaram a ser domesticados e a conviver amigavelmente com humanos, eles passaram a ser usados como instrumento de caça e, logo após, como meio de garantir a proteção. Hoje em dia há muitas críticas e opiniões controversas quanto a esse assunto, mas a questão principal é que ter um cão como guarda de uma casa ou um estabelecimento exige responsabilidade e conhecimento por parte do dono, para evitar possíveis problemas.

cao-guarda

 

Escolhendo o cão de guarda certo

 

Leia Mais: Grande porte, maior espaço. Raças de cães para casas grandes

Há variadas raças indicadas para servirem de cães de guarda por aí, mas, antes de defini-las, é bom lembrar a diferença entre um cão de guarda e um cão de vigia.

Um cão de vigia é aquele que fica muito alerta o tempo todo, é ativo e sabe quando não deve ser muito amigável. Esses cães normalmente são de raças pequenas, excelentes para essa função por terem um latido alto, fino e contínuo, que serve de alerta para o dono. Porém, cães de vigia não são bons cães de guarda pelo tamanho e, principalmente, pelo comportamento. Normalmente são cães mais acuados, que não saberiam se colocar em posição de defesa se necessário, ou não assustariam um possível assaltante por causa do seu porte.

O cão de guarda é mais territorial e muito menos assustado, ele protege seu território através do seu porte e postura, e não precisa latir muito para se impor. Um cachorro que é de guarda na maioria das vezes não se acua fácil, e sabe se posicionar para defender o que deve defender.

É importante o dono analisar a sua situação antes de procurar um cão para deixar de guarda; se mora sozinho ou tem família, qual a sua rotina, qual o espaço que o cão vai ocupar. Todas essas variáveis são essenciais na hora de decidir por um cachorro de guarda. Às vezes a melhor opção nem é ter um cão, e sim recorrer a outros tipos de sistemas de segurança. A situação financeira também deve entrar em consideração, porque, por mais que não pareça, manter um cão grande e saudável em casa pode custar.

Algumas raças são ideias para tipos específicos de necessidade, é interessante que o dono pesquise e se informe sobre antes de decidir comprar. Aqui algumas dicas de raças e suas especificações:

 

Rottweiler

cao-guarda-rottweiler

Considerada a raça ideal para guarda, o Rottweiler é forte, ágil, resistente e possui um porte que assusta qualquer um. Seu comportamento é diferente de outros cães para guarda, pois possui a característica de manter-se calmo e quieto quando alerta, observando, e só age quando achar necessário. Possui um temperamento muito forte e é um cão extremamente desconfiado, por isso deve ser cuidado com responsabilidade. É uma raça também de uso em trabalho policial, por ter esse comportamento mais contido. Requer treinamento e controle, e também muito espaço para não se sentir preso.

Leia mais sobre o Rottweiler

 

Pastor Alemão

cao-guarda-pastor-alemao

A origem do Pastor Alemão é vinda do pastoreio, é um cão de grandes espaços que acabou servindo para defesa de propriedades por ter um latido amedrontador e um grande porte. É muito dócil e se relaciona bem com crianças, mas precisa de um lugar amplo para ficar quando quiser. Possui um latido alto, o que o torna um bom vigia quando necessário. Precisa de adestramento para entender como proteger a casa e como se portar, e é um dos cães mais inteligentes do mundo, então não apresenta dificuldade de adestramento. Também é uma raça muito usada para companhia, guia de deficientes e atividades policiais por conta dessa grande capacidade de aprendizado, sendo um cão bastante útil para qualquer função.

Leia mais sobre o Pastor Alemão

 

Dogue Alemão

cao-guarda-dogue-alemao

No grupo dos gigantes assustadores, mas muito dóceis, está o Dogue Alemão. É um gigante que pode pesar mais de 70kg, amigável e apegado ao dono. Por conta desse apego todo, às vezes é um pouco arredio com quem não conhece, o que o torna um cão de guarda em potencial. É essencialmente um cão de companhia, sendo adorado por crianças por não ser muito ativo, então não vai causar acidentes por não ter noção do seu tamanho em um momento de excitação. Só de tê-lo em um jardim é o suficiente para afastar qualquer um, mas é bom treiná-lo para aprender a ficar alerta e como latir e se portar, podendo ser um excelente cão de guarda.

Leia mais sobre o Dogue Alemão

 

Bullmastiff

cao-guarda-bullmastif

É um puro e original cão de guarda. O Bullmastiff é um cão relativamente novo, usado desde o início de sua linhagem como cachorro de guarda. É a mistura do Bulldog Inglês com o Mastiff, juntando a agilidade do Bulldog com a força do Mastiff. É um cão que pode ser considerado apático e ameaçador por quem não conhece, mas que na verdade é um verdadeiro protetor de seu dono e casa, se dando bem tanto com uma pessoa ou uma família maior. É uma raça quieta e alerta, sendo também muito corajosa, um excelente cão de guarda.

Leia mais sobre o Bullmastiff

 

Dobermann

cao-guarda-dobermann

Nem só de cães de porte gigante é feita a lista de bons cães de guarda. O Dobermann é uma raça de tamanho grande, mas muito eficiente para ser de guarda. É também usado em trabalho policial por ter reações muito rápidas e ser extremamente ágil. Seu latido é alto, o que o torna um ótimo vigia também. É inteligente e muito facilmente adestrável, o que é necessário, pois não é um cachorro muito amigável com estranhos e precisa aprender a obedecer o dono.

Leia mais sobre o Dobermann

 

Boxer

cao-guarda-boxer

À primeira vista não parece um bom cão de guarda, e realmente não é das raças indicadas a princípio. Porém, o Boxer é muito desconfiado com estranhos e extremamente apegado aos seus donos, o que acaba o tornando um bom defensor de seu espaço. É um eterno bebezão, então é ideal para ficar junto com crianças ao mesmo tempo em que as protege. Também é uma das raças que melhor se dá com idosos ou pessoas que apresentem alguma deficiência mental. Sim, seu comportamento pode ser até hiperativo, mas isso requer treinamento, onde ele vai aprender a se portar e a não pular em ninguém. Com atenção e paciência, pode ser um ótimo cão para guarda.

Leia mais sobre o Boxer 


Adestramento sempre!

 

É bom lembrar que toda raça de média a grande pode ser usada como cão de guarda, mas os exemplos acima são as mais indicadas por possuírem características de guarda. Se a intenção é ter outra raça para a mesma função, é importante o dono se orientar sobre como adestrá-lo. Lembre-se: todo cachorro precisa de adestramento!E cães de guarda mais ainda!

Jamais tente usar o cão como arma ou como defensor feroz da casa. Isso pode acarretar danos sérios para a família em um acidente não imaginado. Instigar o cão a ser bravo e irritado, chegando até ao ponto de nem o dono conseguir controlá-lo, é perigosíssimo. Cães ferozes podem estar situados em uma coisa chamada zona vermelha, que é quando eles representam um perigo para as pessoas e precisam ser reabilitados ou até sacrificados. Cães são animais territorialistas, e se o dono deixá-los pensar que mandam, eles vão tomar conta do que é seu.

Adestrar um cachorro é seguro e útil para o dono, pois ele terá controle do cão. Em um adestramento de cão para guarda o animal aprende a se posicionar no seu território e a como agir em situações de perigo. O cão também aprende a respeitar e seguir os comandos do dono, além de saber quando latir e que postura apresentar quando está tomando conta de um local à noite.

Inclusive, cães vira-latas de médio a grande porte também podem servir como bons cães de guarda se forem adestrados corretamente. Eles só não possuem comportamentos específicos e conhecidos que as raças possuem, mas é perfeitamente possível que eles desempenhem muito bem o papel de guarda.

Carinho, cuidado e atenção a um cachorro é sempre muito importante em qualquer caso, e para um cão de guarda ele é essencial para fazer o animal se sentir querido e se tornar um ótimo segurança ao mesmo tempo que um companheiro perfeito.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/cao-guarda/

Categorias:
Comportamento dos Cães, Curiosidades sobre Cães
Tags:
adestramento, cachorros, cães, guarda, pets, raças

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados