Cão gigante virou febre e todo mundo quer um | CachorroGato

Cão gigante virou febre e todo mundo quer um

O cão gigante pode ser mais manso e carinhoso que os cachorros menores, e começa a entrar na lista de desejo dos donos de animais

Cão gigante, normalmente, mete medo. Entretanto, tamanho não é necessariamente sinônimo de ferocidade, e cachorros de porte gigantesco podem ser tão (ou mais) amorosos e mansos quanto cães pequenos. Adorados por muitos, os animais grandões são vistos cada vez mais entre as escolhas de quem busca um novo amigo pet, mas, por demandarem mais alimento e espaço paraviverem com conforto, acabam não sendo primeira opção dos moradores de grandes centros urbanos.

Com peso que pode passar dos 100kg e uma expectativa de vida que gira em torno dos 10 anos, o cão gigante faz sucesso no grupo dos que tem espaço de sobra em casa e já tem outros animais. Tendo uma altura que pode passar dos 80 cm (em alguns casos, 1 metro), os cachorros gigantes podem ter diferentes raças e personalidades, incluindo animais dos mais dóceis aos mais intimidadores – que, em muitos casos, são usados como cães de guarda. Raças como Great Done, Mastiff, Leonberger, Tosa Inu, Lébrel Irlandês, Giant Alaskan Malamute, Bernese Mountain dog, Bullmastiff (mistura do Bulldog com o Mastiff), Irish Wolfhound, Borzoi, Dogue Alemão, Cão dos Pirineus, Greyhound, São Bernardo, Fila Brasileiro, Kuvasz e Afghanhound são alguns dos exemplos mais conhecidos entre os cachorros gigantes, sendo que fatores como peso, altura e agilidade podem ser bem diferentes entre eles.

Cão Gigante

Espaços abertos e amplos são os mais indicados para cães gigantes (Foto: Reprodução/Ultradownloads)[/caption] Pelo tamanho exagerado, estes animais necessitam de movimento constante, e ambientes abertos e espaçosos são os mais indicados para criá-los, embora haja raças - como a do Mastiff Inglês, por exemplo – que, apesar de brincalhonas e enormes, podem até morar em um apartamento, já que o nível de comportamento e obediência da maioria desses cães gigantes é, como eles próprios, imenso. Doenças comuns em cães gigantes Entre as doenças mais comuns em cães gigantes as articulares são as que mais aparecem. Displasia coxofemoral é uma das mais comuns, problemas de coluna também são frequentes junto com doenças do crescimento.

A torção gástrica fica entre as doenças abdominais mais comuns entre os cães gigantes, ficou conhecida pelo filme Marley & Eu, é uma doença que deve ser tratada como emergência, o tratamento é iniciado em ambulatório e na maioria das vezes leva o pet a cirurgia. O câncer em osso, conhecido como osteossarcoma, é muito comum também em raças gigantes, deve ser tratada por um oncologista, sendo necessário intervenção o mais rápido possível, para início de quimioterapia e, em muitos casos, a amputação do membro.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/cao-gigante/

Categorias:
Curiosidades sobre Cães
Tags:
cachorro, cachorros, cães, cão, doença, febre, gigante, mania, mundo, pet, raças

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados