Canine Freestyle - Diversão e exercício para cães e donos | CachorroGato

Canine Freestyle - Diversão e exercício para cães e donos

Cada vez mais popular em todo o mundo, o Canine Freestyle ganha adeptos no Brasil

Desconhecido por boa parte da população em geral e até pelos apaixonados por pets, o Canine Freestyle ganha cada vez mais fãs e adeptos no Brasil. Tido como uma ótima maneira de exercitar, divertir e adestrar os cães, esse esporte já conta com uma variedade de associações e competições internacionais, onde pets e seus donos apresentam as mais diversas coreografias e truques ao som de todo tipo de ritmo.

Passos conhecidos e celebrados no mundo da música pop também fazem parte dos shows de Canine Freestyle e, neste tipo de evento, é possivel presenciar cenas raras e divertidas, que incluem até mesmo cães performando o famoso moonwalk, de Michael Jackson. Tendo a imprevisibilidade como uma de sua maiores vantagens, as apresentações que ocorrem nesse tipo de atividade nunca são iguais, proporcionando uma sensação de novidade constante para que ocupa o lugar de espectador.

Fundada em 1995, a Canine Freestyle Federation é tida como a instituição mais conhecida e respeitada desse esporte para animais, sendo responsável pelo desenvolvimento de regras específicas de avaliação, suporte, divulgação e estrutura das competições promovidas nos Estados Unidos.

 

canine-freestyle

 

Leia Mais: Animais de Estimação - Por que ter o seu?

O Musical Dog Sport Association – criado em 2005 - também tem o freestyle canino como principal tema de incentivo, apoiando a criação de apresentações artísticas e musicais por meio do trabalho em equipe entre cão e proprietário.

No Brasil, já é possivel encontrar centros de treinamento que também contam com aulas e adestramentos específicos para os que desejam entrar no mundo da dança canina, no entanto, ainda não é realizado nenhum tipo de competição oficial do esporte por aqui. Apenas alguns clubes e federações envolvidos com atividades de animais promovem apresentações e embates não-oficiais do estilo no Brasil, sendo que as competições de Agility são as mais populares entre os esportes praticados por pets no País.

Mas isso não significa que a atividade não tenha seu valor, e praticar o freestyle com seu cão é – independente de prêmios e concorrências - uma ótima oportunidade para aumentar tanto a sua interação com o animal como a obediência do pet. Qualquer tipo e raça de cachorro pode praticar o Canine Freestyle, e se a desculpa do dono do pet para evitar a atividade é não saber dançar, cai por terra – já que não é preciso ser nenhum pé de valsa para participar; bastando, apenas, que o cão saiba responder adequadamente a uma série de comandos básicos para iniciar a diversão do esporte.

Conheça, neste artigo, um pouco mais sobre esse esporte animado para animais e humanos, e prepare uma área espaçosa para iniciar os treinos com seu pet.

 

O que é o Canine Freestyle

 

Conforme já relatamos acima, o Canine Freestyle é um esporte que junta pets e seres humanos em apresentações de dança e sincronia. Criada no fim da década de 80, a atividade tem seus primeiros registros em países da Europa e América do Norte, começando a ganhar mais popularidade na América do Sul e no Brasil ao longo da última década.

Pensando neste conceito, muitos podem imaginar uma grande dificuldade ou um certo desconforto para os cachorros envolvidos em competições do estilo, no entanto, nenhuma das teorias negativas citadas acima se aproxima da realidade, e tanto os cães como seus donos podem se divertir e aprender muito com a prática do esporte – que também ajuda a manter a saúde em dia, já que requer bastante movimento e agilidade.

Estilo Livre para Cães na tradução literal, o Canine Freestyle pode fazer parte da vida de cães de qualquer raça e idade - contanto que estejam em boas condições de saúde – e basta que o pet tenha a capacidade de seguir instruções simples para que os treinamentos de coreografias possam ser iniciados.

A obediência do cão que irá praticar o esporte é palavra-chave para uma boa performance, já que as apresentações consistem em donos de pets dando diferentes comandos aos cachorros ao som de ritmos variados, formando uma coreografia definida e sincronizada entre eles.

Conforme expusemos, ter um pet adestrado e obediente é o primeiro passo para entrar nesse mundo; mas, muito se engana quem acha que apenas dar comandos é o suficiente para competir no esporte, e o treino é necessário para que se atinjam níveis satisfatórios de apresentação.

danca-para-caes

 

Para provar isso, basta citar que, em muitos casos, as duplas que participam de competições internacionais de Canine Freestyle podem chegam a ensaiar coreografias específicas por até seis ou oito meses – alinhando tanto os passos de pet e dono como o de ambos com o ritmo da música escolhida para a performance.

Embora a maioria dos envolvidos com a prática tenham sequências e movimentos específicos a ser decorados como parte do processo de treinamento, uma parcela significativa dos adeptos ainda defende que a improvisação durante os shows pode ser mais divertida que as muito ensaiadas, e prezam pelas performances onde tudo é feito na hora e sem ensaios prévios.

Independentemente de coreografias específicas ou improvisos, todas as apresentações de Canine Freestyle são bastante animadas e surpreendentes, já que nenhuma performance é igual à outra. Nas grandes competições do esporte, é possivel notar pessoas na platéia que se emocionam e não tiram os olhos da dupla no centro das atenções, pois, a qualquer momento, um novo e ousado truque pode ser apresentado.

Como a quantidade de competições do esporte no País ainda é pequena, os brasileiros interessados na atividade podem praticar o freestyle canino tendo o lazer e a diversão como principais objetivos; portanto, basta escolher o seu ritmo preferido e começar a dança!

 

Critérios de avaliação do Canine Freestyle

 

Entre os fatores observados pelos jurados que participam de competições do esporte, o entrosamento e a sincronia entre cão e dono são alguns dos mais importantes. A harmonia e a suavidade dos movimentos da dupla também são levadas em consideração, assim como os níveis de criatividade, ousadia e originalidade dos competidores.

A personalidade e a obediência do cão fazem parte da lista de avaliação dos jurados nesse tipo de evento, sendo que o grau de dificuldade de algum truque ou “passo de dança” especial pode contar muitos pontos para uma dupla que participa de uma competição do segmento.

Como em outros esportes diversos – do mundo animal e humano – é comum que os Freestylers tenham alguma marca registrada durante suas apresentações, sendo muitos deles já conhecidos por determinados truques e manobras características.

Junto com todos estes fatores, o nível de diversão da dulpa durante a apresentação também é observado pelos que avaliam as performances, já que, além das habilidades que o cão for capaz de mostrar, o importante é a alegria do animal.

 

freestyle-canino

 

Como treinar o Canine Freestyle

 

Assim como em qualquer outro tipo de adestramento, o uso de petiscos e recompensas deve fazer parte do treinamento de cães para o Canine Freestyle. Entre os adeptos do esporte, o clicker também é tido como um acessório indispensável, já que, por meio dele, é possível passar os comandos para o pet de maneira mais rápida e prática.

Conforme citado anteriormente, a noção básica de obediência e entendimento é essencial para que um cachorro possa aprender as coreografias e movimentos que compõem uma apresentação canina de freestyle. Portanto, comandos para ações como sentar, deitar, rolar, pular e acompanhar devem ser previamente ensinados ao seu pet para que seja possível treiná-lo para apresentações mais elaboradas.

Uma boa pedida para iniciar o processo pode ser a contratação de um adestrador que já seja familiarizado com o esporte, pois, ele pode mostrar a base dos movimentos mais conhecidos e de destaque para que uma coreografia seja composta. Ensinar os cães a acompanhar o dono por ambos os lados e girar são alguns dos passos mais importantes para os iniciantes no Canine Freestyle e, com isso, já é possível começar a treinar os primeiros passos da “dança” escolhida.

O truque canino de tranças – onde o animal passa diversas vezes pelo meio das pernas de seu dono – é outro bastante popular e frequente nas comepetições do estilo, sendo possível, ainda, ensinar diferentes técnicas para que o seu cão possa realizar todo tipo de movimento de acordo com o ritmo da música escolhida para a apresentação.

Não havendo limite de idade para a prática do esporte, os filhotes com mais de dois meses de vida já podem começar a treinar seu passinhos, que podem ser acompanhados pelos mais variados estilos musicais – incluindo salsa, merengue, rock e pop, entre outros.

 



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/canine-freestyle/

Categorias:
Atividades de Cachorro, Comportamento dos Cães
Tags:
atividades, cachorros, cães, canine, canino, cão, esportes, freestyle, pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados