Câncer de mama em cadelas - Saiba como lidar com este tumor | CachorroGato

Câncer de mama em cadelas - Saiba como lidar com este tumor

Saiba quais os aspectos no aparecimento do câncer de mama em cadelas e de que forma identificar os sintomas deste tumor maligno.

As doenças do mundo canino são muitas, e os animais que recebem as principais vacinas já ficam livres da incidência de uma série de problemas sérios que acometem esse universo com frequência. No entanto, nos dias de hoje, o câncer de mama em cadelas, assim como uma enorme variedade de tumores malignos, já fazem parte da lista de doenças mais temidas entre os donos de cãezinhos de estimação.

Promovendo um aumento considerável no número de profissionais que buscam formas de especialização e capacitação na oncologia veterinária, o câncer de mama em cadelas ainda é um dos principais tipos de tumor a atingir o mundo canino e, em função disso, cresce muito a quantidade de pessoas envolvidas em pesquisas e estudos que buscam novas e eficientes alternativas para prevenir e curar esse tipo de enfermidade.

Câncer de mama em cadelas

Embora muitos possam acreditar que o câncer de mama do mundo canino é um problema que atinge, exclusivamente, as cadelas; esse pensamento é equivocado, já que, apesar de haver uma propensão bem maior dessa doença nas fêmeas, ela também pode afetar os machos em alguns casos.

Felizmente, parte dos casos de tumores mamários em cadelas é benigno, e não afetam a vida do animal de maneira tão negativa - no entanto, independentemente da gravidade que você creia ter o tumor encontrado na sua cadelinha, uma visita ao médico veterinário se faz absolutamente necessária; já que, nos episódios em que o tumor presente no corpo do pet é maligno, o diagnóstico precoce e o início imediato de um tratamento adequado são fatores que podem ser totalmente decisivos, e fazer toda a diferença entre a vida e a morte do cão ou cadela.

Confira, neste artigo, alguns dos principais fatores que contribuem para o desenvolvimento do câncer de mama em cadelas, e aprenda a identificar os sinais desta  perigosa doença; para que, caso ela ocorra, você possa tomar as medidas certas para salvar a sua cachorrinha de estimação.

Leia Mais: 3 motivos por que meu cachorro está mancando

O desenvolvimento do câncer de mama em cadelas

Embora não haja fatores específicos que possam ajudar a prever o surgimento do câncer de mama em uma cadela, já há algumas medidas que se provaram bastante eficientes na prevenção desse tipo de neoplasia (tumor). A castração da fêmea antes do seu primeiro cio é, hoje, considerada a forma mais eficiente de manter o animal afastado dos riscos de desenvolver esse tipo de doença , já que é, justamente, a porção hormonal das cachorrinhas a grande responsável  pelo aparecimento de disfunções que podem influenciar no surgimento da doença.

De acordo com especialistas, a ingestão de medicamentos hormonais (principalmente  anticoncepcionais) pelas cadelas também é um fator que pode ser determinante para o surgimento de tumores na mama na cachorrinha, e é por isso que, na atualidade, esse tipo de medicamento é altamente contra indicado no mundo animal; tanto no que se refere à cães como a gatos.

Ao contrário de muitos outros tipos de neoplasias (tumores), o câncer de mama não conta com um grupo específico de raças que tenham uma propensão maior para o surgimento da doença ao longo da vida; e absolutamente todas as raças caninas, infelizmente, estão sujeitas a sofrer com este problema , sendo que, quanto mais velho for o animal em questão, maiores serão s suas chances de desenvolver a doença.

Ao contrário do que muitos alegam nas conversas sobre o tema, o acasalamento (ou falta dele) na vida da cadela não esta relacionado ao aparecimento do câncer de mama. Vale lembrar que, conforme citado anteriormente, a castração das fêmeas em um período anterior ao seu primeiro cio é uma medida que reduz drasticamente (em até 99%) as possibilidades do aparecimento do câncer de mama e; portanto, se não for um desejo seu o de que sua cadelinha dê crias, esta é uma providência totalmente indicada.

Tumores mamários em cadelas

Principais sintomas do câncer de mama em cadelas

Conforme explicado, a detecção precoce do câncer de mama em cachorrinhas é fundamental para que haja eficácia no tratamento da doença e, por isso, é fundamental que os tutores de cadelas estejam sempre de olho para o aparecimento dos sinais que podem indicar a presença desse tipo de tumor.

Sendo maligno em mais da metade dos casos em que surge em cadelas, o câncer de mama canino pode, em muitos casos, não provocar alterações na pet; como tristeza, falta de apetito, febres ou vômitos - fazendo com que este problema se desenvolva de forma perigosamente silenciosa.

Por isso, além de manter a atenção nas possíveis mudanças no corpo do pet, também é essencial realizar visitas periódicas ao médico veterinário,  permitindo que o animal seja examinado com frequência e que, com isso, as chances de um diagnóstico precoce aumentem.

Embora, nem sempre, esta terrível doença (que é considerada o principal tipo de câncer a afetar cadelas), provoque sinais nas pets acometidas em fase inicial; há um grupo de sintomas que costumam acompanhar muitas das cachorrinhas portadoras de tumores de mama em estágio já avançado, conforme você confere a seguir:

  • Caroços na região das mamas do animal
  • Inchaço ou dilatação na área mamária da cadela
  • Dores na região das mamas
  • Presença de secreções nas mamas com odor desagradável

Diagnóstico e tratamento do câncer de mama em cadelas

Pelo fato de que os tumores de mama em cadelas, sejam eles benignos ou malignos, apresentam poucos sintomas evidentes no corpo do animal; o diagnóstico dessa doença é feito, principalmente, por exames clínicos da região mamária e exames de citologia aspirativa do nódulo.

Após uma análise clínica (em que, geralmente, podem ser encontrados nódulos na região das mamas da cachorrinha), cabe ao profissional médico veterinário a solicitação de exames para investigar sobre a doença; sendo que tomografia computadorizada, radiografias de tórax e ultrassonografia de abdômen costumam figurar entre os principais meios de certificar a extensão do problema.

Tumores e câncer de mama em cadelas

Além de facilitar a definição de um diagnóstico correto e preciso, esses exames também fornecem informações importantes para que um tratamento possa ser definido; como, principalmente, dados em relação à presença de metástases do câncer, (se houve a propagação da doença para outras partes do corpo do animal além da região das mamas).

Biópsias também costumam ser requisitadas pelos médicos veterinários nos casos de suspeita de diferentes tipos de câncer em animais; já que, por meio desse exame (que é feio a partir da retirada de uma amostra do tumor) é possível saber se a neoplasia é benigna ou maligna, ou ainda se é tumor esta na mama ou região próxima a ela.

A partir do diagnóstico concreto do câncer de mama na cadela em questão, as medidas necessárias para tratar a doença começam a ser definidas; sendo que, na grande maioria dos casos, a primeira medida para tratar este grave problema consiste na realização de um procedimento cirúrgico para a retirada completa do tumor do corpo do animal.

Nos casos em que o tumor é benigno, geralmente, a cirurgia já é o suficiente para que o pet já não apresente mais problemas. No entanto, nas ocorrências de tumores malignos, a quimioterapia pode ser indicada após o procedimento cirúrgico, buscando a eliminação total da doença do corpo do animal (assim como a prevenção contra a reincidência do problema ou a ocorrência de metástase).

Infelizmente, nas ocorrências de câncer de mama em cadelas em que a metástase ocorre, as chances de um tratamento que cure a doença por completo são mínimas e, por isso, nestes casos o que geralmente é indicado consiste na administração de medicamentos para aliviar os sintomas decorrentes do desenvolvimento do tumor no corpo do animal, permitindo que a cadela se mantenha confortável no período que lhe resta de vida.

Tendo isso em mente, fica fácil entender por que é tão importante estar sempre atento aos sinais da doença nas cadelinhas de estimação, buscando indicações de qualquer tipo de nódulo no corpo do animal e levando-o periodicamente para consultas de check-up com um médico veterinário profissional e de confiança, que possa examinar o pet e diagnosticar a presença de problemas relacionados à doença de forma adiantada, fazendo com que as chances de um tratamento eficiente sejam aumentadas consideravelmente.

Portanto, ao notar comportamentos ou qualquer tipo de sinal estranho na sua cadelinha de estimação, não hesite em marcar, imediatamente, uma consulta com um profissional; já que, independentemente da doença que o animal possa ter, as chances de cura são muito maiores quando um tratamento é iniciado de forma precoce. 



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/cancer-mama-cadelas/

Categorias:
Saúde do Cachorro

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados