Cães para Apartamento | CachorroGato

Cães para Apartamento

Cães para apartamento: a busca pelo cão ideal para viver em apartamento

Com o desenvolvimento das cidades e o dia a dia cada vez mais corrido das pessoas, a busca por moradias mais seguras e simples faz com que a busca por apartamentos esteja crescendo cada dia mais. Com isso, cada vez há mais a necessidade de cães para apartamento, ou seja, que consigam viver tranquilamente em pequenos espaços.

Os animais de estimação também estão tendo que se adaptar a esse estilo de vida cada vez mais presente. Porém, o cão ideal para se ter em um apartamento deve ser uma escolha programada e bem pensada. Tanto a raça que melhor se adapte a esse ambiente, quanto a manutenção e o tempo que deve ser dedicado ao animal são fatores que devem ser levados em consideração.

O tamanho faz diferença?

Quando o assunto trata de cães de apartamento, a escolha mais sensata seria optar por raças de porte pequeno ou médio, as quais teriam espaço suficiente para se sentirem confortáveis. Porém, o tamanho do animal também vai depender diretamente da dimensão do imóvel: apartamentos de um único quarto ou com pouco espaço e muitos móveis pedem cães de pequeno porte, já imóveis maiores podem receber cães de porte médio.

E cachorros de porte grande? Pode?

Pode. Porém, o conforto do animal deve ser colocado em questão. Cães de apartamento geralmente tem seu espaço muito limitado e pouco ambiente externo para gastar energia, e com um cão grande esse espaço fica ainda menor.

Leia Mais: Quando posso sair com o filhote na rua?

Todo dono tem que ter em mente que o cão necessita de exercício para se manter saudável e feliz, principalmente se for uma raça de cachorro que vive bem em ambientes externos (como cães de caça). Um cão muito grande em um apartamento compacto pode gerar transtorno se o dono não dedicar tempo para levá-lo para se exercitar pelo menos 1 hora por dia.

Evite transtornos com os vizinhos

O temperamento de um cão de apartamento é um fator que pode causar sérios problemas de vizinhança, até mesmo um cão pequeno, se tem tendência a latir muito, pode acarretar reclamações. Cães independentes e de pouco entusiasmo são os mais indicados para se ter, principalmente se o animal vai passar uma boa parte do dia sozinho.

O dono deve procurar manter seu cão relaxado e fora de estresse, alguns cães tem tendência a serem mais carentes e territoriais, esses devem ser evitados, pois o controle é muito mais difícil e requer mais experiência e dedicação do dono.

O cão como parte da vida da família

O cão não é um enfeite, é um ser vivo e, principalmente quando novo, requer os cuidados especiais com filhotes. É importante lembrar que o dia a dia da família influencia na personalidade do cão. O cão de apartamento onde moram poucas, ou até uma pessoa, precisa ser um animal acostumado e condicionado a ter mais independência, pois o tempo que ele passará sozinho provavelmente vai ser maior do que com uma família grande.

Antes de adquirir um cãozinho, o futuro dono precisa pensar no seu próprio estilo de vida e quanto está disposto a gastar com os cuidados, sejam eles tempo para levar seu cão para passear, quanto despesas com veterinário e alimentação. Se for o caso, uma creche para cães pode ser uma boa alternativa para os cuidados com o pet enquanto o seu dono trabalha ou faz uma viagem.

Outro ponto crucial é estar atento à relação que o cão terá com todos os membros da família. Crianças pequenas e cães devem sempre manter a convivência e a socialização para evitar problemas. O cão jamais deve ser motivo para brigas familiares, ele deve ser sempre adaptado ao estilo de vida familiar e se tornar um motivo de alegria e integração.

Escolher o cão de apartamento ideal é uma tarefa que deve ser muito bem pensada para que tanto o cãozinho quanto o dono sejam felizes.

Spitz Alemão ou Lulu da Pomerânia

caes-para-apartamento-spitz

O Spitz Alemão também conhecido como Lulu da Pomerânia é um cão de companhia de porte bem pequeno, tem temperamento calmo, porém é muito amável e companheiro. Tem tendência a latir menos e requer pouco tempo de exercício.

Shih Tzu

O Shih Tzu tem porte pequeno, temperamento moderado e algumas vezes é bem ativo. Requer cuidados especiais com a pelagem e passeios regulares.

West Highland White Terrier

O West Highland White Terrier é um cão calmo e afetuoso, ideal para fazer companhia a crianças. Independente, pode passar bastante tempo sozinho e precisa de passeios regulares. É de porte pequeno.

Poodle

O Poodle pode ter porte pequeno, médio ou até grande. Conhecido por ser uma das raças mais inteligentes, é ativo e dócil. É ideal para quem tem tempo para se dedicar ao cão, pois necessita de escovação e atividade diária.

Schnauzer

O Schnauzer é um cão de porte médio, requer pouca preocupação com a pelagem e cheiros. É calmo, não costuma latir à toa, porém é bastante alegre e ágil. Ideal para quem costuma fazer caminhadas longas.

Chihuahua

Considerado a menor raça do mundo, o cão Chihuahua tem pelagem curta (na maioria das vezes) e é bastante valente e independente. Dócil com seus donos, costuma estranhar a presença de desconhecidos e não interage muito bem com crianças. Com peso médio de pouco mais de 2 quilos, chega a contar com exemplares de somente 500 gramas; sendo chamado de “cão de bolso”.

Yorkshire

Querido pelos amantes de cães pequenos e, principalmente, pelas mulheres, o Yorkshire Terrier é dócil e carinhoso com seus donos – podendo ser um tanto agressivo com estranhos, já que é extremamente protetor e faz de tudo para defender seus proprietários. Exige poucos cuidados com tosa, no entanto, por ser dono de uma pelagem comprida, precisa tê-la escovada diariamente para ficar livre de problemas.

Maltês

caes-para-apartamento-maltes

A pelagem longa, lisa e branca é uma de suas principais características, exigindo escovações constantes. Dócil e afetuoso, precisa de bastante atenção de seus donos, já que adora brincar e interagir com as pessoas. Bastante agitado e ativo, necessita, também, de exercícios constantes para que não se torne um pet estressado e tenha problemas como o da depressão canina.

Lhasa Apso

Bastante popular entre os donos de pets que vivem em aparatamentos, o cão da raça Lhasa Apso é bastante calmo e comportado quando educado da maneira correta; sendo uma ótima companhia para seus donos. Desconfiado, é o tipo de cão que fica alerta o tempo todo, podendo ser um pouco agressivo com estranhos por querer defender seu proprietário de qualquer perigo. Sua pelagem é longa e lisa, exigindo cuidados de escovação e tosas ocasionais.

Pinscher

Frequentemente confundido com os cães da raça Chihuahua, o Pinscher é um cachorro pequenino, de pêlos curtos e temperamento extremamente agitado. Eufórico, não é o tipo de pet que se dá bem com crianças – já que, se for machucado sem querer, pode acabar atacando de volta. Desconfiado e protetor em relação a estranhos, faz parte de uma raça que late bastante, não sendo indicado para donos que não gostam de muito barulho.

Conheça mais sobre essas e muitas outras raças clicando aqui

 

Raças grandes para apartamentos pequenos

caes-grandes-para-apartamento

Embora a maioria dos moradores de apartamentos optem por cães de porte pequeno para serem seus pets, há muitos apaixonados por cachorros de grande porte que não deixam que o fator do espaço limitado os impeça de adotar o tipo de cão que mais gostam.

Raças bastante dóceis e apaixonantes como Labrador e Golden Retriever são alguns exemplos das que, em muitos casos, acabam vivendo no tamanho restrito de um apê – no entanto, uma série de medidas e cuidados e especiais devem ser tomados para que um cão de grande porte não enfrente problemas pela falta de espaço; já que, mesmo em apartamentos maiores, um cachorro grande não consegue ter a liberdade e o nível de atividades necessárias para se manter saudável.

Tendo em vista que a quantidade de cuidados com a saúde de um cão de grande porte é bem maior do que no caso dos cachorros pequeninos (vivam eles em casa ou em um apartamento), também é preciso lembrar que, além do quesito saúde, há outros para se preocupar; já que o nível de bagunça e agitação de um cachorrão também são proporcionais ao seu tamanho.

Por isso, quem deseja criar um cão grande dentro de um apartamento deve ter em mente que a quantia de pêlos espalhados pela casa, móveis quebrados e bagunças em geral tendem a ser bem altos – e todos estes fatores devem ser bem analisados antes que se adote um cachorro com estas características; pois, os cuidados com eles devem ser constantes e feitos com bastante atenção para que nenhum problema físico (como a obesidade) ou psicológico (como a depressão) apareça na vida do pet.

Um cachorro grande pode enfrentar diversos problemas sérios em função do sedentarismo, que podem prejudicar tanto a saúde do animal como os móveis da sua casa. Portanto, garantir que o cão possa brincar livremente em um espaço aberto (como um parque) é algo essencial, e que deve ser arranjado, pelo menos, três vezes por semana. Ainda na questão das atividades físicas, o ideal é que o cachorro possa fazer pequenos passeios (de cerca de meia hora) diariamente – gastando sua energia e evitando problemas de estresse.

Outro ponto importante é limitar a quantidade de comida e água deixada à disposição do animal durante o dia – principalmente, se ele fica sozinho dentro de casa – pois, por não terem muita idéia de quantidade, os cachorros tendem a comer até que o alimento acabe, e isso pode provocar uma série de problemas – incluindo a temida troção gástrica, que pode levar o animal ao óbito.

Seguindo estes cuidados e dando bastante atenção e carinho para o pet – por meio de brincadeiras e interações constantes – a maioria das raças pode viver bem e com saúde em um apartamento.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/caes-para-apartamento/

Categorias:
Curiosidades sobre Cães, Fases da Vida dos Cães, Saúde do Cachorro
Tags:
apartamento, cachorro, cães, cão, comportamento, cuidados, cuidar, dicas, escolher, foto, perfeito, pet, raças, viver

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados