Cachorros nos Casamentos – Uma moda que pegou | CachorroGato

Cachorros nos Casamentos – Uma moda que pegou

Saiba tudo para que seu pet faça parte deste momento único da sua vida

Atualmente, muitos casais estão dando grandes papeis de destaques aos seus cachorros nos casamentos, afinal, eles já são parte da família, portanto, nada mais justo do que participarem de uma ocasião tão especial quanto esta.

Seja no lugar da daminha e do pajem, para levar as alianças, ou em situações ainda mais inusitadas, como surpresas para algum dos noivos e deixando com o que os cachorros nos casamentos entrem caracterizados com o uniforme do time do coração ou as cadelinhas com um traje réplica do vestido da noiva, os pets não tem ficado de fora.

 

Cachorros nos casamentos: treinando para ficar tudo perfeito

cachorros-nos-casamentos

Se até para as pessoas há ensaio, obviamente para os peludos também teria um treinamento. Por exemplo, caso eles sejam os encarregados de levarem as alianças, o tempo mínimo para isso é que se inicie seis meses antes do dia da subida ao altar, com datas variadas durante a semana e se intensificando conforme for chegando perto do “grande dia”.

Leia Mais: Festas para cães dominam o mercado pet

Controlar o medo, a ansiedade, a agressividade, não latir e até mesmo o roteiro que ele deve seguir são partes do pacote do adestramento dos cachorros nos casamentos, mas se os noivos quiserem diminuir o tempo em que o seu pet fique ensaiando e garantir ainda mais que no dia tudo ocorra bem, o mais indicado é que eles entrem na coleira conduzidos por alguém. 

 

Um especialista no local e o bem-estar dos cachorros nos casamentos

 

Claro que o bom senso é importante nestas ocasiões e os donos devem primar, antes de tudo, pela saúde do seu animalzinho, assim como pela segurança dos seus convidados. E um adestrador honesto alertará sobre isso, indicando se o peludo é idoso demais e propenso a ter problemas de saúde desempenhando esta função, se a violência dele não terá garantia de total controle e ele poderá atacar as pessoas, entre outros motivos, fazendo com que eles não participem.

Porém, cachorros nos casamentos não requerem somente seis meses ou um ano de treinamento, mas também acompanhamento no dia, já que do mesmo modo que a noiva estará nervosa, ele também, e muitos acreditam que a ansiedade do pet é duplicada: primeiro por eles captarem os sentimentos dos seus donos e segundo por passarem por uma situação atípica.

Então, ter um especialista acompanhando é muito importante, pois caso aconteça algum imprevisto, como eles cismarem com algum objeto durante o trajeto ao altar, começarem a latir ou “travarem”, além da possibilidade de verem alguma pessoa querida no meio da multidão e preferirem mudar o caminho, o adestrador saberá como agir para reverter a situação. E o mesmo vale se eles não se sentirem bem: eles podem sim ficarem agitados a ponto de terem algum mal-estar e esta pessoa estará lá para remediar o ocorrido.

 

Cachorros nos casamentos garantem álbuns diferentes

 

Ter o seu amigão no álbum dessa celebração emocionante pode deixar tudo ainda melhor, afinal, não só a roupinha propícia dele, mas toda a produção da festa rendem imagens maravilhosas. E como muitos deles são considerados “filhos”, tê-los junto à foto do bolo, com os padrinhos e madrinhas (e eles como mais um membro dessa turma querida), em algumas fotografias posadas ou fazendo algazarra na festa tornam estes “clicks” representações do momento de forma inusitada e única.

noiva-com-seu-pet

Além do álbum, ele também pode fazer parte da decoração, seja em porta-retratos ou pôsteres com os donos espalhados pelo local, em desenhos nos docinhos ou até mesmo junto aos noivos na arte do convite do casamento. Claro que ele não pode se tornar o centro das atenções, mas mostrar a importância afetiva com os cachorros nos casamentos pode deixar tudo ainda mais exclusivo e inesquecível.

 

Veja se o lugar permite cachorros nos casamentos

 

Por fim, antes de fechar o espaço da cerimônia ou de onde você quer que o seu pet faça a participação, certifique-se de que é permitida a presença do seu peludo e, se possível, coloque uma cláusula no contrato deixando claro que ele ficará ou na coleira ou solto pelo local durante todo o evento. Muitos não sabem, mas este simples cuidado faz com que a presença dos cachorros nos casamentos cause bem menos dores de cabeça depois.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/cachorros-nos-casamentos/

Categorias:
Atividades de Cachorro, Comportamento dos Cães, Moda e Beleza para Cães
Tags:
adestramento, cachorros, cães, cão, casamentos, convivência, festas, pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados