Berne - Atenção redobrada com o seu pet | CachorroGato

Berne - Atenção redobrada com o seu pet

O que é a berne e como ela é causada?

A berne é uma doença infecciosa causada por larvas de mosca, a Dermatobia hominis, mais conhecida como mosca varejeira.

A mosca varejeira tem o ciclo de vida muito curto, então, para proliferar com mais eficiência, deposita sua larva em uma mosca comum, que a hospeda no corpo de um mamífero. A larva é depositada pela mosca no tecido subcutâneo do animal e se desenvolve dentro do tecido vivo, fazendo uma espécie de “casa” dentro da pele. É fácil identificar a berne, pois fica um buraco visível na pele por onde a larva respira.

 

berne

A berne é mais conhecida em ambientes agrários, sendo muito comum em gado. Porém, cães e gatos estão tão propícios a ter quanto qualquer mamífero. A berne possui um corpo espinhado e quando se movimenta dentro do corpo do hospedeiro causa muita dor e incômodo. Por isso, a remoção rápida é necessária, pois seu bichinho pode tentar arrancá-la com os dentes.

 

Leia Mais: Cães e Gatos x Cigarro – A batalha

Como remover berne e tratar?

 

É recomendado que seja usado um produto específico para tratar a berne. Há remédios, pomadas e sprays especiais que retiram o oxigênio da larva, fazendo com que ela tente sair para respirar e assim ela pode ser retirada. A larva da berne deve ser sempre retirada, porque, depois de morta, o organismo pode não a absorver e isso causa acúmulo de pus e inflamação.

Entretanto, não é indicado que qualquer um tente tirar, porque pode provocar lesões que podem se transformar em infecções. O certo sempre é procurar um veterinário, só ele pode indicar o melhor remédio e método para o tratamento da berne no estágio em que ela se encontrar.

 

E humanos podem ter berne?

Sim, do mesmo modo que qualquer outro animal de corpo quente. O procedimento de tratamento é o mesmo, porém, é importante o acompanhamento médico, principalmente se a berne está localizada em um local sensível do corpo. Depois de retirada, o humano precisa tratar a lesão e tomar vacina antitetânica.

 

Como evitar que meus animais tenham berne?

 

Da maneira mais simples: mantendo as moscas longe. Lembre-se que não é só a mosca varejeira que carrega a sua larva, então moscas comuns também devem ser mantidas longe do ambiente. Retire diariamente, ou mais de uma vez por dia, fezes dos animais ou lixo orgânico, evite o acúmulo.

Há também óleos especiais que podem ser comprados em casas de artigos veterinários, para serem espalhados por todo o pelo do animal, evitando a aproximação de moscas e insetos no geral.

Em fazendas ou sítios é muito maior o risco, é bom redobrar o cuidado nesses locais e em épocas mais quentes, onde há maior proliferação de moscas. Mas não esqueça que o risco existe em épocas frias também, cuidado e higiene nunca são demais e, além de evitar berne, também podem prevenir os pets de doenças como a babesiose e a erlichiose.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/berne/

Categorias:
Saúde do Cachorro, Saúde do Gatos
Tags:
berne, bichanos, cachorros, cães, cão, doenças, felinos, gatos, saúde

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados