Alimentação de Filhotes de Cachorro - Opções de Comidas

Qual é a alimentação de filhotes de cachorro mais adequada?

Quem tem um cachorro em casa, sabe que eles têm um hábito fortíssimo, guiado pelo olfato, de cercar o dono durante as refeições. Muitos dão a mesma comida que nós, humanos, comemos para agradar o bichinho. Mas é errado e extremamente desaconselhado, especialmente se for um filhote, pois existe a correta alimentação de filhotes de cachorro.

Para cães, em geral, já é contraindicado dar qualquer outra comida que não seja a ração, pois a ração supre nutrientes necessários para a alimentação de filhotes de cachorro. Quando se trata de filhotes, o cuidado é sempre maior. Nunca se deve dar alimentação humana para cães.

Alimentação de filhotes de cachorro

Um cão é considerado filhote de acordo com a seu porte em um determinado numero de meses, e rações para filhote devem ser dadas até a idade que o cão é considerado adulto, veja mais sobre isso em nosso artigo sobre a idade dos cães.

Existe uma alimentação própria para filhotes de cachorro, que substitui o leite materno. Assim como os bebês, os filhotes de cachorro recém nascidos têm o estomago ainda muito pequeno, e um grande risco de apresentar hipoglicemia, que é um baixo nível de glicose no sangue, portanto precisam ser alimentados, no mínimo, seis vezes ao dia, por causa da pouca quantidade que pode ser administrada por vez. Nunca deve-se exagerar a quantidade por mamada pois o filhote pode regurgitar e aspirar o alimento, causando pneumonia.

Leia Mais: Complexo vitamínico para cães: cuidados indispensáveis

Tipos de ração para filhotes

Assim com as rações para cães adultos, a alimentação para filhotes de cachorro também se encontra em uma vasta variedade de tipos e sabores. Tem ração seca, semiúmida e úmida. Tem ração sabor carne, sabor frango e até sabor fígado. O truque é misturar a ração seca com a úmida, para deixar mais atraente para o filhote, mas lembrar de no começo da vida não ficar variando muito o tipo de alimentação pois podem causar um desarranja intestinal e diarreia.

Se o filhote recusar, insista. Não tente agradá-lo dando carne, por exemplo. Mesmo que o filhote queira os restos do que você e sua família comem, não dê, pois vai prejudicá-lo seriamente. O ideal é não deixar o filhote perto do local onde a família faz suas refeições, isso vai acostuma-lo a não ficar ao redor pedindo comida.

O filhote precisa dos nutrientes específicos que as rações, que são especialmente preparadas para uma saudável alimentação de filhotes, possuem.

Depois de um ano de idade, a ração para filhotes pode ser dada duas vezes ao dia, apenas. É o suficiente. Deixar a comida disponível sempre não é recomendado, o filhote pode desenvolver obesidade e outros problemas de saúde. Leia também sobre outras dicas de alimentações saudáveis para cães.

Tendo em vista que as rações industrializadas feitas especialmente para filhotes contam com todos os nutrientes necessários para que o animal tenha uma vida saudável, é possível escolher entre as muitas opções que o mercado oferece. E não são apenas as marcas dos produtos que variam no mundo pet mas também o tipo de ração, sendo as secas, semiúmidas e úmidas as principais e mais conhecidas pelos donos de pets.

Embora cada um dos tipos de ração tenha suas vantagens, a ração seca ainda é a considerada mais apropriada e saudável, já que não gera alguns problemas simples que podem ocorrer com o consumo das rações úmidas (como resquícios de comida acumulados nos dentes do cão, causando cáries e o aparecimento de placas bacterianas).

Muitos cães tendem a rejeitar a ração seca em um primeiro momento. No entanto, a solução para este problema não é difícil (e ainda pode ser usada para qualquer tipo de nova comida que entre no cardápio dos cachorros): misturar a nova ração com a antiga. Fazendo isto, além de facilitar a aceitação do seu pet ao novo alimento também se impede que o animal tenha diarreias – comuns nos casos em que os animais trocam de dieta de maneira muito brusca.

Embora as rações úmidas sejam consideradas por muitos como ‘petiscos’ para cães, elas também contam com todos os nutrientes que o animal precisa para se manter saudável e pode ser uma ótima opção para facilitar o processo de desmame dos filhotes. O ideal é que o animal começe a comer as rações úmidas (mais conhecidas como sachês) perto da terceira ou quarta semana de vida do pet – podendo ser usada também como no caso descrito acima, que se refere à adaptação do animal à uma nova dieta.

alimento-filhote

Independentemente da ração escolhida, é importante que os donos de pets fiquem atentos ao nível de atividade de seus bichos de estimação; já que é de acordo com o gasto calórico do animal durante o dia-a-dia que a quantidade de sua alimentação deve ser definida. Como esta conta nem sempre é fácil de se fazer, marcar uma visita com um médico veterinário pode ser uma boa pedida para evitar erros.

Além disso, a consulta com um profissional é necessária para definir quando modificar ou trocar a dieta do seu pet; já que, as diferentes raças e do portes dos bichos de estimação exigem cuidados variados de acordo com suas fases de crescimento.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/alimentacao-filhotes-cachorro/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Alimentação para Cães, Fases da Vida dos Cães, Saúde do Cachorro
Tags:
alimentação, cachorro, cachorros, cães, cão, cãozinho, comida, diretamente, específico, filhote, opção, pet, pets, saúde, tipos

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados